No dia 11 de janeiro, no âmbito do Projeto Educar para o Direito, realizaram-se duas sessões de esclarecimento que visaram a sensibilização e consciencialização dos alunos do 8º ano para as consequências penais de ilícitos que os jovens praticam. Os ilícitos em causa vão desde a violência no namoro ao roubo e furto, ao tráfico de droga, passando pela ofensa à integridade física qualificada e à difamação, através do ‘ciberbullying’.

As sessões de esclarecimento estiveram a cargo da advogada, Dra. Paula Varandas, autora do projeto, que conta com a certificação do Fórum Justiça Independente.

A realização destas sessões contou com o apoio financeiro da Câmara Municipal de Águeda e da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Adolfo Portela.

 

Go to top