Na sequência da produção e ilustração de um poema que integra um postal evocativo do “Centenário do Combate das Barreiras, Águeda – 1919-2019”, no dia 16 de fevereiro, na sede da Anata – Associação dos Amigos e Naturais de Águeda, teve lugar a entrega dos diplomas a que se somou a oferta de um livro, aos alunos do 7º E, da ESAP, e aos de Artes, do Agrupamento de Escolas de Águeda Sul, com sede na Marques de Castilho, no âmbito do trabalho colaborativo de ambas as bibliotecas.

Os alunos do 7º E produziram um poema coletivo, coordenados pela professora de História e bibliotecária, Helena Pires, e os de Águeda Sul, ilustraram o poema, coordenados pelo professor Carlos.
Da produção do poema coletivo saíram, todos, vencedores.
A vencedora da ilustração foi Sara Araújo.

Na cerimónia, os alunos da ESAP estiveram representados pela Beatriz Marques e pelo Miguel Alegre.

E, como não podia deixar de ser, aqui fica o poema:


“Reverdecer”
27 de janeiro de 1919

“Quis a vontade do povo republicano português,
em sentinela,
sobrepor o Sol da Liberdade
ao nefasto obscurantismo da monarquia,
no combate inexcedível das Barreiras.

Nas margens lamacentas e espezinhadas do Vouga
voltou a semear-se a esperança
e, logo, logo,
a Paz contida no peito das gentes
reverdeceu e floriu.”

Go to top