moodle Office 365 GIAE youtube facebook 20 aula digital escola virtual

O ciclo de conferências «Diálogos com cientistas» continuou na Escola Adolfo Portela com a segunda conferência, a 18 de janeiro, subordinada ao tema «Fenómenos Culturais», proferida pela professora Fátima Velez de Castro, professora e investigadora da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Esta conferência teve como público-alvo os alunos do 12ºE (Línguas e Humanidades) e resulta de uma parceria entre o Instituto de Educação e Cidadania (IEC) e a Escola Adolfo Portela (ESAP).

 

Realizou-se, no dia 14 de dezembro, no pavilhão gimnodesportivo da Escola Adolfo Portela, a primeira concentração de Futsal, na categoria de juvenis femininos, com a participação das seguintes escolas: Escola Secundária de Adolfo Portela (ESAP), Escola Secundária de Anadia (ESA), Escola Secundária de Oliveira do Bairro (ESOB) e Escola Secundária de Anadia (ESA).

Nos jogos realizados, a ESAP obteve os seguintes resultados: ESAP x ESOB: 3x4 e ESAP x ESA: 6x1. De realçar que o jogo com a ESOB se pautou por um grande equilíbrio, no qual a ESAP não conseguiu concretizar as inúmeras oportunidades de golo que criou demonstrando o bom trabalho que as alunas que tem vindo a realizar. Pelo esforço e dedicação demonstrados, todas as alunas estão de parabéns.

 

A equipa do Clube de Automação e Robótica da Escola Secundária Adolfo Portela (ESAP) foi selecionada para a final nacional do concurso CanSat Portugal 2018, que se realizará entre os dias 26 e 29 de abril na ilha de Santa Maria (Açores).

Recorde-se que esta é já a quarta participação da ESAP numa final nacional desta competição, tendo obtido uma menção honrosa, em 2015, o segundo lugar da competição, em 2016, e outra menção honrosa, em 2017.

A equipa da Escola Adolfo Portela, formada pelos alunos do ensino secundário, Carolina Figueiredo, Raul Simões, Cristiano Nogueira, Pedro Moreira, Diogo Santiago e Pedro Saraiva, é coordenada pelo professor João Cera, contando com a colaboração especial do Departamento de Física e do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar da Universidade de Aveiro (UA), graças a uma parceria celebrada entre a ESAP e aquela instituição de ensino superior.

«Os resultados alcançados por esta equipa do Clube de Robótica da Escola Adolfo Portela devem-se, essencialmente, ao entusiasmo e dedicação, quer do professor coordenador, quer dos alunos, cujo envolvimento no projeto CanSat tem sido inexcedível», referiu Henrique Coelho, diretor da ESAP.

Pelo quarto ano consecutivo, a Escola Secundária Adolfo Portela (ESAP) vê a qualidade dos seus projetos reconhecida pelo concurso de ideias do projeto «Ciência na Escola», promovido pela Fundação Ilídio Pinho.

Nesta décima quinta edição, cujo tema é «A Ciência na Escola ao serviço do desenvolvimento e da humanização», a ESAP tem dois projetos aprovados para a fase de desenvolvimento, a saber, o «Sistema anti-inundações», dos alunos Daniel Silva e Francisco Martins, e «Cadeira de rodas para invisuais com dificuldades de locomoção», dos alunos Luís Conceição e Alexandre Sousa, coordenados pelo professor João Cera.

A cerimónia de entrega de prémios aos projetos selecionados para a segunda fase do concurso decorreu, na terça-feira, 16 de janeiro, no auditório do Conservatório de Música de Coimbra.

No dia 11 de janeiro, no âmbito do Projeto Educar para o Direito, realizaram-se duas sessões de esclarecimento que visaram a sensibilização e consciencialização dos alunos do 8º ano para as consequências penais de ilícitos que os jovens praticam. Os ilícitos em causa vão desde a violência no namoro ao roubo e furto, ao tráfico de droga, passando pela ofensa à integridade física qualificada e à difamação, através do ‘ciberbullying’.

As sessões de esclarecimento estiveram a cargo da advogada, Dra. Paula Varandas, autora do projeto, que conta com a certificação do Fórum Justiça Independente.

A realização destas sessões contou com o apoio financeiro da Câmara Municipal de Águeda e da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Adolfo Portela.

 

No dia 12 de janeiro, o departamento de humanidades promoveu a visualização de um filme com testemunhos de ex-combatentes que adquiriram deficiência na Guerra colonial portuguesa, com o objetivo de cruzar olhares entre o legado da Guerra colonial e a questão da inclusão social das pessoas com deficiência.
O debate foi dinamizado por Bruno Sena Martins, investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), no âmbito do projeto “O CES vais à escola” e teve como público-alvo os alunos de Línguas e Humanidades (11º F e 12ºE).

 

«Diálogos com cientistas» é um curso (ciclo de 10 conferências) que aproxima alunos e professores de temas modernos da Ciência com impacto na sociedade. Os temas serão abordados em linguagem simples. A primeira parte de cada sessão enriquece o conhecimento da audiência e provoca a sua curiosidade e desejo de participar numa discussão alargada na segunda parte da sessão. Este ciclo de conferências resulta da parceria entre o Instituto de Educação e Cidadadnia (IEC) e a Escola Adolfo Portela (ESAP).

A conferência inaugural, subordinada ao tema “Gestão Empresarial”, foi proferida, a 12 de janeiro, pelo investigador André Faustino, da Gene Predit, empresa do Biocant, que trabalha na identificação de biomarcadores e novas aplicações para componentes farmacológicos utilizando ‘drosophila melanogaster’, e teve como público-alvo os alunos do 12ºB (Ciências e Tecnologias).

 

Viveu-se, no dia 3 de janeiro, na nossa biblioteca, mais um momento de grande solenidade e descontração com a oferta dos livros, por parte do senhor diretor, aos alunos, melhor dizendo, às alunas que passaram à 2ª fase do CIL (Concurso Intermunicipal de Leitura) que será levada a cabo no dia 3 de março, na Escola Secundária Marques de Castilho.

O concurso vai, já, na sua 5ª edição. A 3ª fase, organizada pela Rede de Bibliotecas do concelho de Águeda será realizada em maio. E pronto, bom ano, boas leituras e até lá.

No início do segundo período, os alunos Afonso, Afonso Miguel, Diana, Martim, Matilde, Ricardo e Tomás, do Jardim de Infância da Castanheira, acompanhados da professora Irene Meireles e da auxiliar Sónia, estiveram na Escola Secundária Adolfo Portela, para uma segunda sessão de trabalho com o professor João Cera. O objetivo é construir um jogo que permita trabalhar as emoções, a partir do Monstro das Cores, permitindo que as crianças estabeleçam relações entre as cores de cada monstro e uma determinada emoção, através de uma ligação elétrica que acenderá uma luz junto da respetiva emoção.

O trabalho, inserido no subprojeto “Cliques imaginados e partilhados da magia da natureza” está em construção, continuando na próxima sessão, que decorrerá no próximo mês.

Pág. 7 de 14

   
Exames Finais Nacionais
Acesso ao Ensino Superior
 
Orçamento Participativo das Escolas
Aceda à plataforma moodle para ter acesso aos recursos das diversas disciplinas.
PROGRAMA QUALIFICA
Mais Qualificação, Melhor emprego.
Aceda ao portal GIAE para adquirir online as senhas de refeição.
Go to top