moodle  Office 365  GIAE  youtube  youtube  youtube  facebook  instagram  20 aula digital  escola virtual

Os alunos do Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, da turma do 10ºH, realizaram a apresentação de trabalhos realizados no âmbito da disciplina de Área de Integração sobre a temática "Integração no Espaço Europeu".

A referida apresentação decorreu no Polivalente da Escola Secundária Adolfo Portela, no dia 14 de junho, tendo como público-alvo a comunidade escolar. Estes alunos demonstraram muito interesse e empenho na realização dos trabalhos, o que se evidenciou na partilha dos mesmos, especialmente por verem reconhecido o seu esforço e por se sentirem parte da família ESAP.

O produto material está exposto no Polivalente, onde os interessados poderão apreciá-lo.

Na passada sexta-feira, dia 4 de junho, demos por terminado o projeto "Literacia para a preservação das florestas" com uma saída de campo realizada no parque da Alta Vila. Estiveram envolvidas as turmas A e B do 7o ano da ESAP. Este projeto foi proposto pela Liga da Proteção da Natureza e dinamizado pelo Programa EcoEscolas.

O balanço foi bastante positivo, os alunos envolveram se com entusiasmo e muitos deles fizeram, com ajuda das famílias, comedouros e bebedouros para os insetos e aves do parque. Tiveram também oportunidade de descobrir as várias espécies de plantas, árvores, aves, entre outros, que habitam o parque e a importância de preservar este ecossistema para um futuro mais saudável.

Um bem-haja a todos os que contribuíram para o sucesso deste projeto.

Depois de mais de um ano sem poder usufruir de uma visita de estudo, foi no dia 25 de maio que partimos de Águeda rumo ao Douro, para visitar a Fundação Eça de Queiroz, em Tormes, e fazer um passeio no rio, entre o Pinhão e a Régua.

O local da Fundação é o oásis que, na obra A Cidade e as Serras, permitiu comparar a vida tranquila dum pequeno lugarejo com a vida agitada de Paris.

Nesta visita, ficámos a conhecer a vida de Eça, incluindo como veio parar à Casa de Tormes, bem como esta passou a ser património cultural, perpetuando a memória deste autor realista. Criada pelos seus descendentes, a Fundação, na pessoa de uma das suas cicerones, proporcionou-nos, indubitavelmente, uma experiência bastante enriquecedora, que nos fez “aproximar” de um ícone que tanto marcou a literatura portuguesa, e ofereceu-nos, ainda, a contextualização necessária para iniciar outra tão conhecida obra deste célebre autor, Os Maias.

Talvez tenha sido ontem …
Que começámos, que acreditámos que o trilhar do caminho, juntos, criaria raízes e daria frutos, consolidando afetos, aproximando, comprometendo positivamente a leitura, a música, o teatro, a dança, o canto …
Talvez tenha sido ontem que, de tão distante, ainda nos lembramos do prazer dos festejos mensais num palco de frente a frente, franco, leal, onde, à volta das pequenas mesas altas, bebericávamos, também, o chá.
Talvez tenha sido ontem que sorríamos, gargalhávamos, abraçávamos, em fraterno convívio intergeracional onde cada um tão menino e o outro, adulto já sabido entrelaçávamos, também, improvisos e alegrias.

Go to top