moodle Office 365 GIAE youtube facebook 20 aula digital escola virtual

O sol foi, nesta quinta-feira, dia 22, um amigo que deu mais brilho e alegria à viagem que começou na Escola Adolfo Portela e permitiu o calcorreio das ruas da baixa de Águeda, por parte dos alunos do Clube de Leitura, os quais, acompanhados pelas suas professoras e com a ajuda de um mapa de pesquisa, descobriram as obras de arte realizadas em outubro de 2017, no âmbito do Encontro Internacional de Artes Jovem, onde dezenas de pequenos e grandes artistas, de 35 países, foram desafiados a pintar as ruas da baixa da cidade.

Os tesouros artísticos são espetaculares e podem ser descobertos nas montras de lojas, nos restaurantes, em pastelarias ou mesmo em casa de moradores. É um desafio extraordinário e foi giríssimo fazer de Sherlock Holmes. Ah, acima de tudo, a leitura foi mais Arte!

A Escola Adolfo Portela, através do Clube Eco-Escolas, promoveu diversas atividades para assinalar o Dia Mundial da Árvore. Assim, para além da distribuição de árvores pela comunidade escolar, cedidas pela empresa Anadiplantas, teve lugar uma palestra proferida por António Mascarenhas, da Proteção Civil, subordinada ao tema “Floresta: riqueza, proteção e prevenção”, cujo público-alvo foi uma turma do 8º ano.

A culminar esta comemoração, procedeu-se à plantação de árvores por diversos locais do recinto escolar, envolvendo várias turmas e respetivos professores. Estas árvores foram gentilmente cedidas pela Câmara Municipal de Águeda.

Gil Vicente teve mais encanto no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, no dia 23 de março, onde os alunos do 9º ano, da nossa Escola, foram brindados com uma excelente produção da peça “Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente, produzida e levada à cena pelo grupo Cultural «Kids».

A atividade enquadra-se nos Planos de Atividade da Área Disciplinar de Português e da Rede de Bibliotecas do Concelho de Águeda. O comportamento dos alunos foi exemplar.

A Fábrica Flor de Vouga recebeu os alunos, com CEI, da Escola Adolfo Portela, do 10º e 11º anos. Numa visita guiada e orientada pelo Sr. Rui, os alunos ficaram a conhecer a organização de uma atividade na área alimentar. Para isso, tiveram de se vestir a rigor!

Houve oportunidade de visitar todos os espaços: o armazenamento das matérias-primas, as várias etapas de produção, as câmaras frigoríficas com diversas funções e o embalamento.

Os alunos gostaram particularmente de ver as máquinas em laboração, nomeadamente a máquina de fazer lanches e de esticar a massa. Tiveram igualmente a oportunidade de visualizar a decoração de um bolo, tarefa aparentemente fácil, mas que exige técnica e sapiência.
No final, todos foram agraciados com um pastel de nata.

“Sem mas nem meio mas”, levou-se a cabo mais um tradicional Chá com Letras, nesta sexta, dezasseis. À versatilidade das intervenções juntaram-se, desta vez, umas quantas “piadas secas”, levadas à cena com tamanho arrojo por parte do Dinis Rosa que nem a chuva teve coragem de contrariar. E para quem duvida da sua existência, aqui fica a referência. São tão queridas que, para além de divertirem, até dão que pensar!

Queridas e amorosas foram, também, as restantes participações que passaram pela música e pelo canto, pela leitura e pela dança … ah, e pela ciência, onde a Física foi rainha! A presença de todos, o carinho, a amizade e a boa disposição haverão de ser mote suficiente para o próximo encontro agendado, já, para o próximo dia 20 de abril.

Bem hajam todos, Boas férias e Até lá.

Go to top